Mensagem Inspiradora 57!

Se não damos a nós proprio crédito por tudo o que já temos de bom na nossa vida, como podemos esperar criar mais?

Agradece e celebra tudo o que JÁ tens na tua vida!

8 comentários:

Mónica disse...

Ainda mais? Falta ir ao tabernix cantar uma bela duma canção pimba ;) Tu tratas disso por mim!
Agora um pouco mais a sério... Gosto das palavras que tens destacado nos últimos posts (até acho que há um termo específico para as mesmas no âmbito da PNL, mas como não sou da área, restrinjo-me ao que sei; como diz o ditado: cada macaco no seu galho): foram o AGORA e JÁ. Para mim simbolizam o poder da acção de que tanto falas. Simbolizam a tomada de consciência do controlo que detenho sobre a minha própria vida e dos acontecimentos que dela fazem parte. Simbolizam a energia positiva que me percorre cada veia até atingir o cérebro num pico de bem-estar e euforia. Tudo isto se traduz num incontável número de actividades que tenho feito e desafios que tenho ultrapassado com nota positiva e que ajudam a tornar a minha vida mais rica, equilibrada e saudável.
Pela parte que me toca: obrigada Mónica por lutares dia após dia.
Pela parte que te toca: obrigada Ricardo por caminhares ao meu lado.

Beijo

Ricardo Peixe disse...

E obrigado por seres inspiração para muitos!

Ana disse...

É sempre inspirador ler estes post`s, principalmente quondo o caminho é mais e a vontade que temos é sempre queixar-nos, em vez de pensarmos nas coisas boas que temos na vida!
Obrigado.
Ana

Ricardo Peixe disse...

:) Obrigado Ana.

Ricardo Rebelo disse...

Concordo em absoluto!

A prática da "gratidão regular" não só é uma excelente prática para gerar um estado interior muito positivo e inspirado mas também uma forma de nos recordarmos constantemente tanto do que já atingimos como o que vamos atingir!

Anónimo disse...

E quando se é naturalmente insatisfeito e se quer mais do que o que se tem ou lhe é pré-destinado?

Mónica disse...

Ao anónimo do comentário anterior, gostaria de dedicar as seguintes palavras: se és naturalmente insatisfeito, é porque tens o teu focus concentrado nas coisas erradas; percorres caminhos que não são os teus; alcanças (se alcançares) metas que não são as que queres; colocas-te em desafios que não são teus para conquistar... Nada está pré-destinado a ninguém. O teu limite és tu próprio (a). O "truque" está em descobrir o que realmente queres fazer, quem queres conhecer, que objectivos queres atingir... Elaborar metas concretas e específicas, ao invés de utópicas ou demasiado genéricas, porque assim nunca conseguirás alcançar os resultados que mereces. Penso que este é um excelente ponto de partida. Faz sentido?
Boa sorte :)

Beijinhos

Ricardo Peixe disse...

Ora bem... e com esta me retiro... Excelente pergunta, excelente resposta!
Acrescento só que ninguem tem de fazer o caminho sozinho... Há muitas pessoas já focados em ajudar os outros a serem mais felizes, por isso aproveitem... No fundo é só a nossa felicidade e a nossa vida que está em jogo... coisa pouca :):)

Beijinhos e abraços