O Carvalho e o Junco


Junto a um riacho encontravam-se um belo e possante carvalho e um singelo junco.
Todos os dias o carvalho imponente, de tronco forte e largo e ramagem frondosa, olhava para o aparentemente "frágil" junco e jocosamente lhe dizia:

"Amigo junco, tem cuidado... se vem um tempestade leva-te embora para nunca mais seres encontrado!! Agora a mim... daqui nada me moverá!!"

Pois um dia chegou onde uma tempestade como nunca antes tinha sido vista, assolou todo o vale, e enquanto o carvalho endurecia e resistia aos ventos fortíssimos, o junco flexível dobrava ao seu sabor... O vento aumentava e o carvalho agarrava-se com as suas fortes raízes, enquanto ao seu lado o junco dobrava mais...

O vento foi tão poderoso que o carvalho foi arrancado do chão e atirado para o lado... No final o junco voltou ao normal, pensando o quanto o tinha servido ser flexível.

2 comentários:

Sonhadora disse...

É caso para dizer que por vezes devemos ser flexíveis.

Ricardo Peixe disse...

:)
Diz o pressuposto, que numa situação a parte mais flexivél tende a dominar... :)